Buscar
  • Thiago Luiz Lima - ABMDE

Uber e Lify investem em startups de publicidade que utilizam displays sobre carros.



O mercado de publicidade OOH está em crescimento em paralelo com o número de viagens utilizando carros compartilhados por aplicativo, a união destes fatores é clara. Utilizar estes carros que estão em média 12 horas nas ruas para exibir conteúdo publicitário, muitas vezes transitando em locais onde a publicidade tradicional OOH (relógios, pontos de ônibus etc) não está presente.


EM 2019 a Lyft (Principal concorrente da Uber nos Estados Unidos) comprou a Halo Cars, uma startup fundada em 2018 de publicidade digital que utiliza displays sobre carros para exibir anúncios geolocalizados.


Mais recente a Uber fechou um acordo com a Adomni, startup de publicidade OOH para colocar outdoors sobre os veículos. O movimento da parceria veio uma semana após a Lyft comprar a Halo Cars. Em ocasiões anteriores a Uber informou que espera ser rentável até o fim de 2020 (Informação antes da Covid-19) e o uso da publicidade faz parte desses esforços.



Para o mercado brasileiro temos pontos positivos e negativos para este tipo de mídia, mas sem duvida em pouco tempo teremos muitos displays nas grandes capitais, não só utilizando carros mas também o transporte coletivo.


Lembrando que desde 2007 em São Paulo devido a lei cidade limpa é proibido este tipo de publicidade nas ruas.

Para conhecimento, empresas chinesas já produzem em grande escala soluções de display para este tipo de mídia.

- Aos Publicitários e veículos de mídia digital embarcada. O que acham deste formato de publicidade sobre carros compartilhados? Pontos positivos e negativos para o Brasil.

- Será que a união de publicidade digital com anúncios geolocalizados será uma mina de ouro de dados para as empresas de transporte?


#startuppublicidade #ubercompra #lifycompra #anuncios #displaysobrecarros


4 visualizações0 comentário