Buscar
  • Thiago Luiz Lima - ABMDE

Como será a interação dos passageiros com telas de mídia embarcada após COVID-19?

Estamos vivendo tempos de aprendizado e mudanças de hábitos, com certeza o mundo não será o mesmo após o novo coronavirus, devemos cada vez mais nos adaptar ao convívio com o vírus e tomar os devidos cuidados para evitar a contaminação. Isso gera uma mudança significativa de comportamento.


Uma mudança clara é o contato das pessoas com superfícies fora de casa, pois não sabem como e quando esta superfície foi limpa.


Uma das orientações da OMS para prevenção da COVID-19 é:

"Evite tocar nos olhos, nariz e boca. As mãos tocam muitas superfícies e podem ser infectadas por vírus. Uma vez contaminadas, as mãos podem transferir o vírus para os olhos, nariz ou boca. A partir daí, o vírus pode entrar no corpo da pessoa e deixá-la doente."


O que a mídia embarcada tem a ver com isso?


Um grande diferencial na mídia DOOH exibida em telas dentro de taxis e carros por aplicativo é a interação com o passageiro, muitos veículos oferecem este importante serviço, gerando engajamento do passageiro com a publicidade, além de cupons de desconto, leads para os anunciantes etc.


Logo a mudança de comportamento também deverá acontecer nos modelos de negócios, ainda mais as propostas que envolvem o contato físico de muitas pessoas.

Então o que vamos fazer para continuar trazendo conteúdo de qualidade e interação do passageiro sem deixar de lado a saúde de todos?


#covid #anuncios #publicidade #midia #embarcada

7 visualizações0 comentário